Os melhores treinamentos para vendedores .

Treinamentos para vendedores de lojas físicas ensinam a usar ferramentas digitais

O varejo tem investindo em treinamentos para vendedores durante a pandemia. Os comerciários de lojas físicas estão aprendendo a atrair clientes e a fechar negócios pela internet, usando as redes sociais. Se o consumidor está em isolamento social e não vai à loja, é abordado por WhatsApp e incentivado a conhecer produtos e aproveitar promoções.

É um caminho natural por alguns motivos:

Os vendedores de lojas físicas estão com o tempo ocioso na pandemia. Como expliquei no meu último artigo, que você pode ler clicando aqui, o fluxo de clientes diminuiu muito, principalmente em shoppings centers;

– A pandemia do novo coronavírus só acelerou uma mudança que já vinha ocorrendo: mais negócios online e menos físicos. Isso não significa que o comércio de rua ou de shopping vai acabar. Longe disso! Mas a integração será cada vez maior e mesmo que a loja não tenha um e-commerce, pode aproveitar recursos gratuitos como as redes sociais para lucrar;

Treinamentos para vendedores: a migração para o digital!

Como vender mais pela internet?

Os treinamentos para vendedores podem ensinar pessoas que não estão habituadas com a tecnologia a usarem smartphones, tablets e redes sociais. É um tipo de ação para demonstrar a parte técnica da estratégia, que vem antes da prospecção do cliente. Sem entender os recursos, os colaboradores não conseguirão dar o próximo passo.

Antes de mais nada, é preciso conhecer e respeitar as leis. Vou dar dois exemplos:

– Desde 2018, está em vigor no Brasil a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que cria normas bastante rígidas para a coleta, o armazenamento e o tratamento das informações dos clientes. Uma regra básica é não abordar o cliente sem um consentimento prévio, ou seja, o consumidor precisa ter autorizado a loja a procurá-lo por e-mail, ligação telefônica ou WhatsApp;

– É preciso tomar cuidado com palavras, expressões ou imagens que possam ser confundidas com machismo, racismo, homofobia, discriminação religiosa ou xenofobia. O vendedor representa e está falando em nome da empresa. Um erro dele prejudica a marca. E se houver um crime, a responsabilidade é compartilhada. Por isso, bons treinamentos para vendedores são fundamentais. Até porque, mesmo sem a consciência da gravidade, as pessoas acabam falando e escrevendo coisas que podem até ter sido comuns no passado, mas são intoleráveis atualmente.

Dicas técnicas para usar as redes sociais com mais eficiência!

A loja precisa definir se deixará que os funcionários postem nas redes sociais da empresa ou se eles devem fazer as divulgações em seus perfis pessoais. Lógico: os vendedores precisam concordar e estar dispostos a isso. Geralmente, concordam, já que, atualmente, boa parte das vendas – e, consequentemente, das comissões – é gerada por essa estratégia.

Os treinamentos para vendedores também devem demonstrar o básico do funcionamento das redes sociais. Facebook e Instagram possuem diversas regras. Como aperitivo, vou explicar três delas:

Instagram e WhatsApp recomendam que as imagens tenham um máximo de 20% de texto sobre as fotos. Ou seja, se a postagem não for de uma foto simples, e sim de uma ilustração criada a partir da foto (com acréscimo de logotipo, telefone, e-mail e alguma frase), o espaço ocupado por letras e números deve ser inferior a 20%. Caso contrário, a rede social derruba o alcance das publicações. Elas vão aparecer para um número mínimo de seguidores;

Os textos e imagens nunca podem destacar características físicas das pessoas. Se a sua loja tem roupas para todos os tamanhos de manequim, não deve dizer “até para gordos”, por exemplo. Não pode falar que com o produto X a pessoa “ficará mais bonita”. Tudo isso reduz as visualizações. As redes sociais não proíbem, mas escondem estas publicações;

– Post sem patrocínio são vistos por apenas 6,5% dos seguidores de um perfil. Para que o post seja visto por mais pessoas, é preciso criar um anúncio. Existem treinamentos para vendedores que ensinaram a fazer isso. A loja deve destinar uma verba para as campanhas. Atualmente, o valor mínimo diário aceito por Facebook e Instagram é de R$ 6,00.

Treinamentos para vendedores: a prospecção de clientes!

quero atrair clientes para a minha loja

Talvez os ensinamentos acima nem tenham sido tão úteis para a sua empresa, porque você pode ter uma estratégia digital que não use as redes sociais, e sim o contato direto com clientes que já são mais fiéis à empresa. Aí os treinamentos para vendedores envolvem técnicas de abordagem, de prospecção.

Tentar atrair o interesse de alguém para um produto é uma arte!

curso para vendedores do varejo

Cativar e convencer sem ser chato, sem provocar um distanciamento ou irritar o interlocutor é uma ciência.

Há vendedores que fazem isso com uma naturalidade impressionante, que nasceram com esse talento. Porém, a maioria precisa ser treinada.

Uma dica interessante é pesquisar as compras anteriores do cliente e tentar identificar um padrão de consumo. Assim, o vendedor pode entrar em contato para oferecer produtos de uma forma mais assertiva. A chance de a conversa evoluir para uma venda é maior.

No caso de lojas de roupas e calçados, outra tática é intensificar a oferta de visitar o cliente e permitir que ele experimente os produtos em casa. Não se esqueça: o vendedor deve levar uma boa variedade de peças. E também chegar na casa do consumidor com máscara, álcool gel… e maquininha de cartão!!!

Palestras e cursos para ensinar e motivar sua equipe comercial!

Eu sou especialista em vendas e estratégias empresariais e posso ajudar seu varejo a alavancar os resultados. Tenho uma longa experiência no comércio, e atualmente sou um multifranqueado com lojas de diversas redes, como Arezzo, Lupo e Pandora.

Se você precisa de apoio para motivar, treinar e melhorar a produtividade da sua equipe comercial, clique aqui e envie uma mensagem.

Até a próxima!

Compartilhe:
Saiba como aumentar as vendas de janeiro.

Aumentar as vendas de janeiro é o grande desafio dos lojistas

Aumentar as vendas de janeiro não costumava ser a principal meta do varejo brasileiro. Até pouco tempo atrás, essa época era utilizada para se livrar das sobras do Natal, liquidar o estoque e abrir espaço para a coleção de inverno e  próximas grandes datas do comércio: Dia das Mães, Dias dos Namorados. Ganhar dinheiro era bom, lógico, mas não era o grande objetivo do começo do ano.

Com a pandemia do coronavírus, tudo mudou. O vírus levou mais de 200 mil vidas… e também provocou a falência de mais de 720 mil empresas, aumentou o desemprego e derrubou o poder de consumo. O comércio de rua, e principalmente o de shopping, sofreu perdas significativas. Diante disso, aumentar as vendas em janeiro passou a ser fundamental para gerar caixa e segurar as pontas até que o plano de imunização do governo dê algum resultado, nossa grande aposta para 2021.

Hoje vou falar sobre algumas iniciativas do comércio para aumentar as vendas de janeiro. E se você é empreendedor, gerente ou líder de vendas, já sabe: pode clicar aqui e enviar uma mensagem tanto para tirar dúvidas quanto para contratar uma palestra ou consultoria especializada. Na crise, nada é melhor do que investir em experiência, conhecimento e estratégias comprovadamente vencedoras!

Aumentar as vendas de janeiro: as promoções já começaram!

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) fará, de 23 a 31 de janeiro, a segunda edição da Sampa Week, uma semana de promoções especiais em todo o varejo. É, sem dúvida, uma boa iniciativa, que trará resultados positivos para os lojistas participantes. Porém, acredito que o evento deveria ter sido antecipado para o dia 04 de janeiro. Provavelmente, começar cedo geraria mais negócios. Por isso, o lojista não deve esperar mais e começar a sua liquidação o quanto antes.

Grandes redes brasileiras, como o Magazine Luiza e as Lojas Colombo, fizeram suas tradicionais promoções de início de ano. Em virtude da pandemia, a Liquidação Fantástica do Magazine Luiza não contou com aquelas filas enormes. Mas para melhorar a conversão de quem esteve nas lojas e aumentar as vendas de janeiro, a empresa ofereceu descontos de até 80% no pagamento da primeira parcela de compras a prazo.

Liquidações tentam aumentar o fluxo nos shoppings centers

Descubra como aumentar as vendas no varejo.
Promoções para como aumentar as vendas no varejo.

Não é segredo para ninguém que o fluxo de clientes nos shoppings centers diminuiu muito. E sem fluxo, não há vendas. Se antes as lojas já disputavam a atenção de cada pessoa, agora é questão de honra que todo cliente que circule no shopping entre também na loja.

As equipes de visual merchandising estão caprichando na decoração e montando vitrines com cores fortes e muitas ofertas. Sabe aquelas lojas que colocam o preço das roupas do manequim no cantinho do vidro, de forma bem discreta, sem querer mostrar muito os números? Isso não existe mais! Agora, há cartazes enormes que só faltam gritar anunciando descontos de 50%, 60% e até 80%…

E tudo isso até tem dado resultado. Ainda não existem números oficiais, mas a expectativa é de que os lojistas consigam aumentar as vendas de janeiro. Não em relação ao mês de janeiro de 2020, obviamente, porque lá não havia pandemia. Mas aumentar em relação ao que se esperava para esse momento em que o coronavírus ainda representa um grande risco para todos nós.

Lojistas apostam no vestuário para aumentar as vendas de janeiro

Como atrair clientes para a loja?
Comerciante mostra como atrair clientes para a loja.

A estratégia tradicional do varejo parece ser apostar na liquidação de roupas. Normalmente, já é um tipo de produto muito procurado em janeiro mesmo. Historicamente, os itens mais vendidos na época de saldos são de vestuário, já que as lojas de roupas ocupam 50% dos espaços disponíveis nos shoppings centers.

E agora, com as pessoas presas em casa há meses, existe um certo cansaço disso tudo e uma tendência de as pessoas desejarem renovar o visual. É o tipo de compra que não exige um investimento elevado e que traz uma satisfação, faz o cliente se sentir bem consigo mesmo.  

A minha dica especial para os lojistas

A minha dica, neste caso, é muito simples, mas parece ser bastante útil já que parte do comércio ainda não acordou. Muitos varejistas já estão liquidando, mas ainda vejo lojas planejando quais descontos serão oferecidos aos consumidores. Se você esperar demais, acabará perdendo oportunidades de venda. Portanto, comece a sua liquidação o mais rápido possível!

Estimule o time de vendas da sua loja!

Contrate uma consultoria para vendedores.

Até nas piores crises é possível ganhar muito dinheiro. Enquanto alguns negócios fecham as portas por qualquer imprevisto, outros sempre prosperam.

Qual é a diferença entre quem fica pelo caminho e quem vence a corrida?

É o treino!

É o conhecimento!

É a capacidade de improvisar!

É o foco!

É ter as estratégias certas ao invés de agir no “achismo”!

Eu ajudo empresas varejistas de todo o Brasil a aumentarem as vendas. A minha missão é capacitar negócios para o sucesso!

Se você quiser mais informações sobre minhas palestras, consultorias e workshops, e se precisa ter uma equipe de vendas campeã, clique aqui e envie sua mensagem.

É seu primeiro passo para ter um 2021 muito mais lucrativo!

Compartilhe: