POST FORMATO UNICO 02A

Transformação digital no varejo: o que você não pode deixar passar

A transformação digital no varejo não é mais uma tendência, e sim uma realidade do mercado.

A mudança comportamental dos consumidores, principalmente por conta do surgimento de novas tecnologias, fez com que o varejo deixasse de ser apenas um simples local de compra e venda.

As regras do jogo mudaram e as empresas que quiseram continuar na disputa precisaram se reinventar.

Como acompanhar a transformação digital do varejo?

As mudanças que surgiram com a transformação digital vão desde as mais simples até as mais inovadoras.

De qualquer modo, o fato é que algumas dessas mudanças precisam fazer parte da realidade do empreendimento.

Lembre-se que hoje o varejo não é mais um simples ponto de venda.

Cada cliente possui uma demanda específica e é preciso entendê-las e adaptar o que a empresa oferece de acordo com essas novas exigências.

Tem cliente que busca conveniência, acesso facilitado, personalização, atendimento VIP…

Seja o que for, o consumidor precisa estar no centro das estratégias de vendas da sua empresa

Para isso, todas as decisões precisam estar alinhadas com uma equipe que vai trabalhar especialmente para essa finalidade: o marketing.

A equipe de marketing vai analisar o comportamento e as preferências do consumidor: qual horário ele prefere comprar, em qual momento do mês o cliente está mais propenso a gastar mais… entre outras informações cruciais para desenvolver estratégias para alavancar as vendas.

Neste post, selecionamos algumas das principais tecnologias implementadas em lojas do varejo para você ficar de olho. Confira:

Inteligência artificial

Quando o e-commerce surgiu a maioria das lojas físicas ficaram com medo de perder espaço para a novidade.

A possibilidade de comprar algum produto sem sair de casa (e recebê-lo nas mesmas condições) encheu os olhos dos consumidores que buscavam soluções rápidas e práticas.

Mas o comércio online já mostrou que sua presença não veio para acabar com as lojas físicas, e sim complementá-las.

Os mesmos recursos utilizados para vender através da internet também têm muito a oferecer ao comércio físico.

Aplicações de inteligência artificial como realidade aumentada e provador inteligente já são usadas por diversas lojas para auxiliar durante a jornada de compra.

Com a inteligência artificial é possível otimizar a busca do consumidor através do site e sugerir exatamente o que ele está procurando.

Aliás, nem é preciso falar que sua loja física PRECISA de um site, não é mesmo?

A realidade aumentada é outra carta na manga muito útil para o consumidor.

E você provavelmente já deve ter se deparado com ela ao entrar em um site que vende sapatos, por exemplo.

Esse recurso permite visualizar a disposição completa do produto: as laterais do sapato, a sola, a visão de cima, etc.

Qualquer empresa que vende calçados, acessórios e vestuário deve aplicar a realidade aumentada no site para que o cliente saiba exatamente o que está comprando.

O provador inteligente é outro recurso que tem muita utilidade para quem vende roupas.

Com ele, o cliente pode simular a iluminação do ambiente de acordo com a escolha do produto.

É possível escolher ambientes claros simulando um dia ensolarado, lugares fechados, ambientes noturnos, entre outras opções.

Assim, o consumidor consegue escolher o item exatamente de acordo com a ocasião.

Análise de dados

Com tanta tecnologia disponível no mercado, o varejo simplesmente não pode mais depender de achismos.

O cenário ficou tão cheio de possibilidades que é inviável determinar preços, promoções e outras estratégias de vendas com base no que algumas pessoas acreditam ser o ideal.

É por isso que um dos mecanismos que revoluciona o varejo todos os dias é a análise de dados.

São informações sobre as decisões de compra do consumidor, suas preferências, suas compras anteriores e possíveis produtos que ele pretende comprar amanhã.

E quanto mais informações você tiver sobre o cliente, melhor!

Já pensou que incrível conseguir prever o comportamento do cliente?

Pois é, a análise de dados torna tudo isso possível.

As vantagens são enormes: ao tomar as decisões corretas é possível economizar tempo e dinheiro, pois a empresa vai oferecer exatamente o que o cliente está procurando naquele momento.

Lembra da equipe de marketing que mencionamos lá em cima?

Então, é através da análise de dados e das informações disponíveis que o marketing consegue desenvolver as estratégias corretas para vender mais.

Cooperação entre o offline e o online

De acordo com o Sebrae, integrar todas as áreas de um empreendimento é facilitar a vida do consumidor.

Isso significa que todos os canais de atendimento da empresa precisam se comunicar entre si, pois eles se complementam.

Exemplo: da mesma forma que o cliente consegue comprar o produto pessoalmente, ele também precisa ter a opção de comprá-lo através da internet.

E mesmo se o cliente tenha comprado o produto pela internet, ele pode ter a opção de realizar a troca em uma loja física.

Não se esqueça de que o consumidor está no centro das estratégias de vendas da empresa, então nada melhor do que oferecer diversas possibilidades para ele continuar comprando de você.

Essa integração entre os canais online e offline tem o nome de omnichannel.

Lembrando que quanto mais possibilidades você oferecer ao cliente, melhor as chances de concretizar uma venda.

Por isso, é fundamental que a empresa esteja presente e seja ativa no mundo digital através de site, blog, aplicativos e redes sociais, por exemplo, para que o consumidor encontre seu serviço com facilidade!

Mais que produtos: soluções

Oferecer ao consumidor a possibilidade de transitar entre o offline e o online melhora a experiência de compra, e quanto melhor a experiência que sua empresa oferecer, maior as chances de fidelizar esse cliente.

Entrar em uma loja, comprar e ir embora é um comportamento que ficou no passado.

A jornada de compra começa muito antes de efetivamente comprar alguma coisa.

Muitas empresas ainda vendem do modo analógico e aí está a oportunidade para os empreendimentos inovadores que querem se adaptar à nova realidade do varejo.

Antes de tentar vender um produto ou serviço é preciso compreender a necessidade do consumidor.

E com as ferramentas disponíveis hoje no mercado está cada vez mais fácil de descobrir o que e como vender.

Quer conhecer mais sobre esse e outros conteúdos sobre o varejo?

Clique aqui para assinar nossa newsletter e acompanhar todas as novidades do setor!

Compartilhe:

One Response

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *